Perfil

SIC

Orgulho e Paixão

Ofélia Benedito (Vera Holtz) tem cinco filhas e o sonho de casar todas elas com homens de posse. Mãe de Elisabeta, Mariana, Jane, Cecília e Lídia, a matriarca da família Benedito criou as meninas apostando as fichas no matrimônio como projeto de vida para cada uma. Apesar da falta de aprovação do marido, Felisberto Benedito (Tato Gabus Mendes), ela é capaz de fazer malabarismos na busca de um bom partido para as moças.

Quem não se encaixa nos padrões impostos pela mãe é Elisabeta (Nathalia Dill). A jovem libertária e cheia de sonhos traz uma ousadia natural em sua personalidade. Elisabeta não vê o casamento como prioridade na sua vida, mas, ao conhecer o rico e aristocrata Darcy (Thiago Lacerda), um homem de caráter marcante e pensamento oposto ao seu, a moça é arrebatada por uma paixão que deixa seu futuro incerto. Ao mesmo tempo, Darcy vê seus valores tradicionalistas balançados pelas ideias de Elisabeta. Vindos de mundos diferentes, só há uma chance de o casal viver um grande amor: Darcy superar seu orgulho e os compromissos que assumiu no passado com Lady Margareth (Natália do Vale), e Elisabeta se deixar levar pela paixão.

Orgulho e paixão são também o que define os passos de Ema (Agatha Moreira), melhor amiga de Elisabeta. Apesar de ser a casamenteira oficial da região, a neta do Barão de Ouro Verde (Ary Fontoura) nunca teve coragem de viver um amor sem se preocupar com o patrimônio dos pretendentes. Um belo dia, porém, descobre-se falida e apaixonada pelo operário Ernesto (Rodrigo Simas), um jovem de sangue quente e bom coração.

Já a mais velha das irmãs Benedito, Jane (Pâmela Tomé), é doce e tímida. Com uma lista interminável de pretendentes, ela se encanta por Camilo (Maurício Destri), um rapaz meigo e romântico que chega à região com Darcy. Jane e Camilo se apaixonam imediatamente, mas ele não consegue a aprovação da mãe, Julieta (Gabriela Duarte), a severa Rainha do Café, para se casar com a moça. Apesar das armações de Julieta e de seu braço-direito, Susana (Alessandra Negrini), para separá-la de Camilo, Jane é uma moça otimista e não abandona a esperança de ficar com o amor de sua vida.

Quem também vai enfrentar muitas adversidades para ficar com seu príncipe é Cecília Benedito (Anajú Dorigon). Leitora voraz, a moça vive em suas próprias fantasias tiradas dos romances góticos que adora ler e não imaginava se apaixonar por Rômulo (Marcos Pitombo), um playboy conquistador que mora na misteriosa Mansão do Parque. Convencida de que ali ocorreu um assassinato, Cecília fica desconfiada das intenções do rapaz no começo, mas depois se envolve em um romance sincero com ele.

Companheira das aventuras de Cecília, Mariana (Chandelly Braz) é vivaz e alegre. Sonha com uma vida cheia de adrenalina e não tem medo de enfrentar perigos, não é à toa que decide se fingir de homem para participar clandestinamente de corridas de moto. Mariana também está em busca de um amor explosivo e não quer saber de casamento arranjado. Ela acaba fascinada pelo enigmático justiceiro conhecido como “Motoqueiro Vermelho”, sem saber que ele é, na verdade, o regrado coronel Brandão (Malvino Salvador).

Em contrapartida, a caçula da família Benedito e xodó de dona Ofélia é a espevitada e vaidosa Lídia (Bruna Griphao). Sempre atrás de um pretendente, Lídia quer ser o centro das atenções, mas acaba se metendo nas situações mais cômicas. Apesar do jeito infantil, a menina faz de tudo para conseguir o que quer e está preparada para escapar de qualquer situação complicada. Ela vai ser seduzida pelo trovador Diogo Uirapuru (Bruno Gissoni), inimigo de longa data de Darcy.

Inspirada nos romances “Orgulho e Preconceito”, “Razão e Sensibilidade”, “Emma” e “A Abadia de Northanger”, da famosa escritora inglesa Jane Austen, Orgulho e Paixão é uma releitura leve e divertida de clássicos da literatura feminina, trazendo aa perspectiva de cinco irmãs empoderadas e de personalidades distintas que seguiam, cada uma, as próprias regras.

Filtrar por canal

nas redes

pesquisar